Drift Escola inaugura na próxima semana e conta com uma aluna especial – Bruna Genoin é a primeira piloto da categoria no Brasil

O barulho dos carros acelerando no asfalto toma conta do ar, junto com o cheiro de borracha dos pneus. São manobras radicais, curvas e deslizes do automóvel na pista. Quem segura firme no volante são as mãos delicadas de Bruna Genoin.A jovem é a primeira piloto mulher a competir na modalidade Drift no Brasil e também a primeira aluna da Drift Escola – espaço que inaugura na próxima segunda-feira (25), às 15h, em Penha (SC).

A escola de pilotagem foi idealizada pelo atual campeão brasileiro de Drift, Márcio Vieira, conhecido por Kabeça, e fica no Kartódromo Internacional Beto Carrero. Com mais de 15 anos de experiência, ele é um dos pilotos oficiais do show “Velozes e Furiosos”, uma das principais atrações do parque Beto Carrero World.

A inauguração da Drift Escola já conta com uma presença especial. Conforme Kabeça, até o momento não existia nenhuma mulher competindo no circuito de provas. Este cenário muda com a chegada de Bruna nas pistas. “Ela é a aluna que estreou as atividades da escola, apaixonada por velocidade e categorias do automobilismo, Bruna é filha do campeão brasileiro de Rally, Toninho Genoin. Ou seja, já tem o amor pelas pitas na veia”, explica.

Natural de Blumenau (SC), Bruna iniciou em competições de Kart, onde disputou em provas durante dois anos. Para Kabeça, sua participação na categoria é fundamental para divulgação e crescimento do esporte no Brasil. “As mulheres estão cada vez mais presentes no automobilismo mundial, exemplo de Bia Figueiredo que já correu na formula Indy e atualmente na StockCar”, afirma. O piloto ainda explica que Bruna vem fazendo seu treinamento em nível de competição e sua estreia nas provas será na primeira etapa do campeonato Drift Interlagos, que acontece no mês de agosto, em São Paulo.

Drift Escola

A ideia de criar uma escola especializada em aulas de Drift nasceu há alguns anos, quando Kabeça iniciou nas competições. O piloto, que também é instrutor de direção defensiva, conta que em 2012 participou de sua primeira prova e, desde então, tinha o sonho de trazer o esporte para Santa Catarina.

Em 2014 ele foi responsável por trazer a primeira competição de Drift para o Estado, o Desafio Drift Race. “Um dos meus maiores sonhos é fazer um campeonato catarinense com 50% de pilotos catarinenses”, completa.

Percebendo o difícil acesso ao esporte, Kabeça desenhou um projeto junto ao Kartódromo Internacional Beto Carrero para passar seu conhecimento a pilotos de outras categorias e admiradores do esporte. Assim surgiu a Drift Escola. “Os treinamentos terão toda estrutura necessária para o aprendizado, desenvolvido exclusivamente para os treinos de Drift, como pista, estrutura com toda segurança e carros adaptados”, garante.

O que é Drift?

Ao pé da letra, drift quer dizer "à deriva". No esporte a motor originou o surgimento de várias ligas independentes, porém, drift significa pilotar um carro em alta velocidade, quase o tempo todo "andando" de lado. Driftar é levar o carro além dos limites, fazer deslizar de lado, manter e controlar a derrapagem. É preciso equilibrar a velocidade e o ângulo de entrada nas curvas para que o carro atinja o ponto limite entre estar de lado e "rodar". 

Nesta modalidade esportiva, destacam-se aqueles pilotos que conseguem demonstrar suas habilidades técnicas e muita agilidade na condição de absoluto controle sobre as máquinas. O drift nasceu no Japão nos anos 70, por meio do lendário piloto Keiichi Tsuchiya, conhecido mundialmente como "the drift king" (o Rei do Drift), responsável pela notoriedade internacional desse esporte a motor.

O QUÊ?

Inauguração da Drift Escola

QUANDO?

Segunda-feira (25), às 15h

ONDE?

Kartódromo Internacional Beto Carrero, Penha (SC)

http://www.driftescola.com